O que é liquidez em finanças?

Fala pessoal, hoje vamos começar uma série de postagens destinadas ao investidor iniciantes, ou os novatos na bolsa. Para começar, vamos discutir o que é liquidez em finanças.

Certamente, esse termo é muito usado na área de investimentos em renda fixa e renda variável, contudo muitos investidores não sabem o que ele quer dizer.

Por isso, escrevi o artigo de hoje com o objetivo de explicar de forma simples e didática o que é liquidez no mundo das finanças.

O que é liquidez?

De uma forma geral, a palavra liquidez em finanças significa a facilidade que o investidor tem de converter um determinado bem ou ativo em dinheiro que pode ser usado para uma finalidade.

Em outras palavras, a liquidez reflete também a capacidade que o investidor tem acesso ao dinheiro que foi investido.

Então, agora vamos usar um exemplo para ilustrar isso!

Por exemplo, a reserva de emergência do investidor deve estar imediatamente disponível para quando ele precisar do capital.

Em contrapartida, existem imóveis e bens que normalmente não são vendidos imediatamente, portanto não apresentam liquidez diária.

Dessa forma, um dos pontos mais importantes quando o investidor monta sua reserva de emergência é a sua liquidez imediata.

Além disso, é importante saber que a liquidez também afeta os investimentos de renda fixa como CDBs, contas remuneradas, fundos DI e Tesouro Direto.

Em adição, o mesmo conceito também serve para os ativos de renda variável como fundos imobiliários e ações.

Em seguida, vamos falar sobre a importância da liquidez nos investimentos.

Como a liquidez afeta a renda fixa?

A liquidez afeta os investimentos em relação ao tempo de resgate de uma determinada aplicação ou ativo.

Só para ilustrar, existem aplicações de renda fixa que permitem o resgate imediato e outras que o resgate exige um tempo maior.

Os investimentos de renda fixa com resgate imediato são aplicações com liquidez diária.

Então, os principais ativos de renda fixa que seguem esse padrão são:

  • Tesouro Selic;
  • Fundos DI com liquidez diária;
  • CDBs com liquidez diária;
  • Contas de banco digital como Nubank, C6 Bank e Banco Inter.

Por exemplo, os CDBs de bancos médios e pequenos bancos que tem liquidez diária são muito procurados pelos investidores.

Assim, o investidor tem diversas opções de ativos de renda fixa para montar sua reserva de emergência com liquidez imediata.

Então, assim é importante entender o conceito de liquidez em finanças para saber lidar com as diferenças dos produtos de renda fixa.

Como a liquidez afeta os ativos de renda variável?

Quando se trata de liquidez do ativo em renda variável, é importante entender alguns pontos de vista.

Então, vamos acompanhar o raciocínio a seguir.

Os ativos de renda variável como fundos imobiliários e ações são negociados na bolsa de valores.

A partir do momento em que o investidor compra cotas de FIIs ou ações de uma empresa, o capital usado na compra fica sob custódia temporária da corretora para que a operação seja processada no homebroker.

No momento do processamento eletrônico da compra, há a transferência do capital para o investidor que vendeu suas cotas ou ações.

Por isso, há a retenção temporária do dinheiro enquanto a negociação acontece e ainda há o tempo para resgate financeiro.

Então, por consequência disso, fundos imobiliários e ações não são ativos com liquidez diária ou imediata.

Uma outra forma de aplicar a liquidez em finanças, em particular nos FIIs e ações, é a avaliação do volume diário de negociação.

Mas, o que isso siginifica?

O volume de negociações de FIIs e ações nada mais é do que a liquidez daquele ativo.

Como o mercado de renda variável envolve a compra e venda de ativos entre pessoas físicas e/ou jurídicas, para que alguém compre um ativo, outra pessoa precisa vender.

Assim, se não existe ninguém para vender, não existe liquidez do ativo.

Da mesma maneira, caso ninguém queira comprar, o ativo também não tem liquidez.

Liquidez dos fundos imobiliários

Só para exemplificar, vamos analisar a figura 1 que mostra o volume de negociação de FIIs na bolsa de valores no mês de abril de 2021.

FIIs mais negociados 2021
Figura 1: FIIs mais negociados em abril de 2021. Fonte: Boletim B3.

A figura 1, adaptada do boletim B3, mostra que entre os 10 FIIs mais negociados em abril de 2021, temos fundos como KNIP11, HCTR11 e CTPS11.

Isso significa que os investidores tiveram uma maior facilidade em comprar e vender cotas destes fundos imobiliários.

Em adição, a figura 2 mostra a liquidez dos FIIs nos últimos 12 meses, de acordo com o Boletim B3.

o que é liquidez em finanças
Figura 2: Liquidez dos FIIs nos últimos 12 meses. Fonte: Boletim B3.

Nos últimos 12 meses, os FIIs KNIP11, XPLG11 e HGLG11 são aqueles com maior liquidez.

Em resumo, estes fundos imobiliários são os que tem maior volume de negociação.

Agora que você já entendeu o que é liquidez em finanças e como ela afeta os fundos imobiliários, vamos falar sobre a liquidez no mercado de ações.

Liquidez das ações

Sem dúvidas, o mercado de ações tem a influência do conceito de liquidez em finanças.

Mas, de que forma isso funciona?

Vou explicar essa dúvida através de dois pontos de vista, certo?

O primeiro ponto que o investidor deve entender é que o mercado de ações é mais volátil.

Ou seja, a cotação das ações tem maiores oscilações, o que mostra claramente que este tipo de ativo tende a ter mais negociações diárias.

Assim, a liquidez diária do mercado de ações é maior do que a liquidez do mercado de fundos imobiliários.

Certamente, entender essa diferença já ajuda bastante a compreender como o conceito de liquidez na área de finanças tem relação com as ações.

A figura 3 ilustra as ações com maior fluxo de negociações no pregão do dia 14 de junho de 2021.

liquidez das ações
Figura 3: Liquidez das ações. Fonte: Boletim B3.

Neste dia, as ações com maior liquidez foram: PETR4, VALE3, B3SA3, ITUB4 e BBDC4.

Analogamente, isso mostra que estas ações são as que apresentam maior fluxo de compras e vendas no mercado acionário.

Assim, é relativamente fácil fazer operações com esses ativos na bolsa de valores.

Em contrapartida, existem tanto ações de empresas quanto cotas de FIIs de baixa liquidez e que o investidor pode ter dificuldade em vender os ativos.

Viu, não é tão difícil entender como a liquidez diária faz parte do mundo das finanças e no mercado de renda variável.

Conclusão

O conceito de liquidez diária é um dos mais importantes dentro do universo de finanças, principalmente para os ativos de renda fixa e renda variável.

Escolher aplicações de renda fixa com liquidez imediata traz uma grande segurança na montagem da reserva de emergência.

Outro ponto importante é que o investidor entenda que a liquidez é fundamental nas negociações de FIIs e ações na bolsa de valores.

Isso cria um cenário favorável aos processos de compra e venda de ativos.

Sendo assim, o artigo de hoje explicou de forma direta e didática o que é a liquidez e a sua importância nos investimentos e finanças.

Então, por hoje é isso!

Um forte abraço,

Fábio Lirio.

Deixe um comentário